GRAMÁTICA – Aspectos iniciais

Olá, como todos? Hoje começaremos uma série de posts sobre a gramática brasileira.

O motivo? Eu, sinceramente, pensava que todo escritor se dedicaria a essa parte da escrita sem precisar de motivação, porque, afinal, um escritor sem conhecimento não é nada, sendo que a gramática na minha cabeça sempre esteve no centro disso. Sim, eu sei, assumi ser algo obvio e certo para todo mundo. Se você escreve, logo você sabe o português normativo dos pés a cabeça, sim? Nesse caso é um enorme NÃO, se for pela quantidade de curtidas que a ask sobre por onde começar estudar a gramática ganhou no tumblr. Então, aqui estamos nós.

Esses primeiros posts explicarão o que a gramática é, quais são seus benefícios, algumas indicações de cursos gratuitos se você estiver muio apressado e as regras gramaticas e ortográficas.

O que é a gramática?

A gramática é um sistema de regras e convenções que nos permite padronizar os símbolos e significadas dentro de uma certa língua e cultura, de forma escrita e falada; primeiro, através da fala e depois sendo transcrita para o papel. Graças à Gramática, a língua pode ser analisada e preservada, apresentando unidades e estruturas que permitem o bom uso da língua portuguesa.

Como estamos interessados na gramática por um posto de vista mais padronizado e escrito, não abordaremos todas as suas variantes, porém iremos cita-las abaixo para s fim de curiosidade.

Ela se divide em:

Gramática Normativa

É o tipo mais comum de gramática, busca padronizar a língua, construída através de regras pre-estabelecidas de como devemos falar e escrever corretamente. Aborda apenas a descrição de regras que devem ser seguidas, desconsiderando quaisquer fatores sociais, culturais ou históricos. Essa é a gramática que aprendemos na escola e que mais será útil para nos como escritores.

Gramática Descritiva

É uma gramática transformativa. É através dela que se analisa os conjuntos de regras que demos continuar seguindo, considerando as variações linguísticas da língua ao investigar seus fatos, reanalisando os conceitos que definem o que é certo e errado em nosso sistema linguístico.

Gramática Histórica

Investiga a origem, evolução e progressão de uma língua, usando representando os estudos diacrônicos, isto é, analisando as transformações pelas quais ela passa durante as eras de acordo com o que se tem documentado.

Gramática Comparativa

A gramática comparativa estuda a gramática fazendo uma comparação com as gramáticas pertencentes às mesmas famílias linguísticas. O português pertence à família das línguas indo-europeias, em que se inclui as línguas itálicas. São exemplos as línguas espanhola e francesa.

Para concluir, não se deve confundir a gramática normativa, o que se baseia em regras pre-estabelecidas, e a gramática falada, aquela que usamos para nos comunicar diariamente. Ambas são importantes, mas não são a mesma coisa; a forma que falamos nunca será igual à escrita, pois a escrita é uma forma de documentar a evolução da linguagem e de se ter maneiras mais fáceis para que todos possamos entender o que está escrito. Entretanto, quando se trata da linguagem falada, nos baseamos em comunicar e ser entendido do modo mais simples possível.

Imagine assim, uma pessoa decide criar uma linguagem que só ela sabe, feita de gestos, símbolos e suas próprias convenções. Essa língua poderia ser considerada uma linguagem valida? Seria pouco provável já que o principal objetivo de uma linguá é se comunicar e se fazer entender, sendo que os aspectos cultural e social sempre serão levados em conta para que uma linguagem seja comunicada da forma certa e efetiva. Outro exemplo simples é uma pessoa que nunca teve contato cultural ou gramatical com aquela lingua ou povo. Como essa comunicação acontece? Precisamos entender ao menos as leis que regem tal gramatica para que haja o mínimo de comunicação. Da mesma forma, o que acontece no texto falado também pode acontecer aqui; se nós não soubemos as regras que regem nossa escrita, como podemos esperar que outras pessoas a interceptem da forma correta?

Esse é um pensamento para uma interessante reflexão. Vocês concordam? Tem outro ponto de vista? Deixem sua opinião nos comentários e obrigada por ler! Não se esqueçam de nos apoiar, curtir e compartilhar!

FONTE

https://xerpay.com.br/blog/cursos-de-gramatica/

https://www.portugues.com.br/gramatica

https://www.todamateria.com.br/gramatica/

https://www.todamateria.com.br/gramatica/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.