Originais x Fanfics: existe mesmo diferença?

omundodamirz:

viajandoentrelinhas:

image

Uma fanfic original (Créditos)

Depois de uma pesquisa no tio Google e ler e reler diversos sites a respeito disso, fiz um compilado de informações e trouxe para vocês. Deixo claro que esta é uma matéria parcial (até porque, nada é 100% imparcial), tendo em vista que esse assunto tem um viés pessoal muito grande, aka vai da opinião de cada um; por isso, aviso que irei interferir em dados pontos com a minha visão, mas tendo uma base clara do que estou falando (ou quase isso), seja pela pesquisa, seja por experiências pessoais.

Continuar lendo

Posso dar um pitaco em algumas coisas que eu li nesse texto? 😉

Pessoalmente, acho que pensam que fanfic é mais fácil exatamente porque o personagem já está pronto. O escritor não precisa pensar num nome que combine, nas características físicas, nas personalidades dos personagens ou nos ships porque tudo isso já está feito e criado, portanto é trabalhar em cima de algo que já se tem determinado e que o escritor está mais familiarizado.

Claro que isso não significa que é mais fácil, porque escrever algo nunca é fácil. Ao passo que não há preocupação em escrever um olho azul no final do livro quando já tinha determinado olho castanho em capítulos anteriores porque decidiu mudar de ideia no meio da história, há outras implicações em escrever fanfics, como trabalhar exatamente no que o personagem é e nem sempre isso é fácil, pois pode acontecer do escritor se familiarizar melhor com um personagem e ter facilidade em narrá-lo enquanto outros são muito difíceis de se abordar. Como tudo nessa vida, facilidade e dificuldade é relativo.

Quanto a fanfic em si, sou de uma época que se entendia a fanfic como um texto não canônico feito por fãs a outros fãs, para suprir algo que sentiu que faltou na obra original. Algo como: “imagine o que teria acontecido se Sirius Black tivesse provado a sua inocência desde o início?”; ou “e se tal personagem agisse de tal maneira com o que fulano falou para ele?”; ou ainda “acho que esses dois personagens têm química, como seria se eles ficassem juntos?”.

Acho que todas essas situações que se resumem muito bem na minha visão de fanfic e era o que a maioria se pensava anos atrás, lá na década de 2000.

Essa história de fanfic ser adaptado para virar livro/filme acho que vai gerar alguns problemas legais no futuro, principalmente porque muita gente perde muito das nuances legais nos casos de propriedade intelectual e a tendência é que se diminua cada vez mais as mudanças adaptativas para uma obra 100% da sua autoria e não um ctrl c ctrl v de certos enredos, até porque já vi para vender na Amazon um livro de Universo Alternativo de Walking Dead, ou seja, apesar de não estar ambientado num mundo de apocalipse zumbi, os nomes dos personagens estavam lá, a capa tinha a imagem dos atores correspondentes.

Diário de Escrita – Fanfic ou Original?

Olá, olha eu aqui pegando mais um texto do blog @omundodamirz, mas esse post me fez pensar.

Estou nesse mundo das fanfic e famdom desde 2005! Sim, estou velha. E já passei por muitas fases dele. Me lembro ter perdido apenas a primeira fase do Harry Potter, onde a fanfic mais raiz está, o que corrobora o discurso da @omundodamirz, então sei do que ela fala. Já passei pelo Naruto onde tudo era escrito abreviado. Supernatural que era supersexualizado e onde o a/b/o ficou popular e até pelo TeenWolf que era fofo e bem family found. Mas, para mim, como escritora nunca foi sobre isso. Eu acho… chato escrever coisas muito canon. Não se enganem, amo ler sobre elas, AU ou canon, mas escrever… tipo, todo mundo já fez isso e se não fez, vai fazer. Assim, não me sinto na obrigação de fazer o mesmo e nos últimos anos nem perdi meu tempo com isso.

Dito isso, então, como eu faço minhas fanfics?

Os meus personagens favoritos viram personalidades que eu me dou a permissão de muda-los, dar outros backgrounds para eles e novas motivações em cima de situações novas ou completamente inseridos em universos alternativos. Basicamente, originais ou fanfic não tem diferença alguma para mim.

E também tem isso, por algum motivo tenho dificuldade em manter 100% da personalidade deles. Claro que eles mantêm sua essência, mas vocês já se pegaram pensando… e se? E se esse personagem fizesse isso ou aquilo? Quando eu vejo, tudo está diferente e o mundo está tão mudado que nem parece o mesmo universo. Porque, fanfic para mim é isso, é um lugar de experimentação e descoberta; é onde eu me permito ser o que eu quiser e fazer o que quiser e sentir o que eu quiser sentir, dessa forma tendo experiencias que eu não teria de outra forma, elas sendo boas ou ruins.

Dessa forma, deixo o questionamento: O que a fanfic ou ficção significa para você como leitor ou escritor? Ela te move, como a mim, ou é apenas para passar o tempo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.