DICA DO DIA – Verbos Dicendi e Sentiendi

Olá, como vão todos? Hoje veremos sobre aqueles verbos que costumam acompanhar os diálogos.

São verbos usados em narrações, especificamente em diálogos para indicar aquele que fala, podendo ser o comum “falou” ou “disse”, até verbos que demonstram ação, como “sussurrou”, ‘gritou” ou “hesitou”.

Eles podem acontecer em:

Discurso direto

  • Indica a transcrição da fala do personagem.

Ex: — Você não pode fazer isso. — Disse ela.

Discurso indireto

  • Indica a transmissão da fala no meio do texto.

Ex: Ele não podia fazer isso, pensei.

Verbos declarandi ou dicendi (de declaração)

São verbos de elocução, isto é, se refere à maneira como o personagem se expressa.

DIZER – afirmar, declarar;

PERGUNTAR – indagar, interrogar;

RESPONDER – retrucar, replicar;

CONTESTAR – negar, objetar;

CONCORDAR assentir, anuir;

EXCLAMAR – gritar, bradar;

PEDIR – solicitar, rogar;

EXORTAR – animar, aconselhar;

ORDENAR – mandar, determinar.

Ex: — Espere! — Ordenei.
Pedi que ele me esperasse.

Verbos sentiendi ou de sentir

São variações dos verbos de elocução, assumindo uma existência mais oculta e tendo uma carga mais emotiva/afetiva. Expressam estado de espírito, reação psicológica, emoções, atitudes, gestos, etc. Servem para retratar o comportamento ou o caráter das personagens.

Ex: GEMER, SUSPIRAR, LAMENTAR(SE), QUEIXAR-SE, EXPLODIR, ENRAIVECER, etc.

— Espere! — Ordenei, sem hesitar antes que ele pudesse sumir entre as árvores.

Segue glossário de verbos dicendi e sentiendi:

  • Abordar
  • Admirar-se
  • Ajustar
  • Ameaçar
  • Acentuar
  • Admitir
  • Alardear
  • Amenizar
  • Aconselhar
  • Admoestar
  • Alegrar-se
  • Anotar
  • Acreditar
  • Advertir
  • Alertar
  • Analisar
  • Acrescentar
  • Alegar
  • Alfinetar
  • Animar(se)
  • Acusar
  • Afirmar
  • Aludir
  • Antever
  • Adiantar
  • Ajuntar
  • Alinhar
  • Anuir
  • Anunciar
  • Compreender
  • Denunciar
  • Endossar
  • Apontar
  • Comprometer-se
  • Deplorar / Depor
  • Enfatizar
  • Apostar
  • Comprovar
  • Derramar-se
  • Enfocar
  • Apregoar
  • Comunicar
  • Desabafar
  • Engatilhar
  • Argüir
  • Conclamar
  • Desafiar
  • Ensinar
  • Arriscar
  • Concluir
  • Desarmar-se
  • Entender
  • Argumentar
  • Concordar
  • Descansar
  • Entusiasmar-se
  • Arrematar
  • Condenar
  • Descartar
  • Enumerar
  • Arrolar
  • Confessar
  • Descobrir
  • Esbravejar
  • Assegurar
  • Confiar
  • Desconfiar
  • Escandalizar-se
  • Asseverar
  • Confidenciar
  • Desculpar-se
  • Escapar
  • Assinalar
  • Confirmar
  • Desdenhar  Ensinar  Gritar  Ponderar
  • Esclarecer
  • Assustar-se
  • Confundir-se
  • Desenvolver  Entender  Historiar   Precisar
  • Esconjurar
  • Atacar
  • Congratular-se
  • Desesperar-se
  • Espantar-se
  • Atestar
  • Conjecturar
  • Desmentir
  • Esquivar-se
  • Atribuir
  • Consolar-se
  • Destacar
  • Estabelecer
  • Avaliar
  • Constatar
  • Determinar
  • Estimar
  • Avisar
  • Contabilizar
  • Devolver
  • Evidenciar
  • Balbuciar
  • Contar
  • Diagnosticar
  • Exagerar
  • Bradar
  • Contemporizar
  • Discordar
  • Exclamar
  • Bravatear
  • Contestar
  • Discorrer
  • Exemplificar
  • Brincar
  • Contra-atacar
  • Discursar
  • Exigir / Eximir-se
  • Calcular
  • Contradizer
  • Disfarçar
  • Exortar / Explanar
  • Censurar
  • Contrapor-se
  • Disparar
  • Explicar
  • Chamar a atenção
  • Credenciar-se
  • Distinguir
  • Explicitar
  • Citar
  • Crer
  • Divertir-se
  • Explodir
  • Classificar
  • Criticar
  • Dizer
  • Expor
  • Cobrar
  • Decepcionar-se
  • Elogiar
  • Expressar-se
  • Comemorar
  • Declarar(se)
  • Elucidar
  • Exprimir-se
  • Comentar
  • Defender(se)
  • Emendar
  • Extasiar-se
  • Comparar
  • Definir(se)
  • Emocionar-se
  • Externar
  • Complementar
  • Deixar escapar
  • Encavacar
  • Exultar
  • Completar
  • Demonstrar
  • Encerrar
  • Falar
  • Fazer coro
  • Mentalizar
  • Raciocinar
  • Resumir
  • Festejar
  • Minimizar
  • Reafirmar
  • Retrucar
  • Filosofar
  • Mostrar
  • Reagir
  • Revelar
  • Finalizar
  • Murmurar
  • Rebater
  • Revidar
  • Frisar
  • Narrar / Negar
  • Receitar
  • Revoltar-se
  • Fulminar
  • Nomear / Notar
  • Reclamar
  • Rezar
  • Gabar-se
  • Objetar
  • Recompor-se
  • Rugir
  • Garantir
  • Observar
  • Reconhecer
  • Sacramentar
  • Gemer / Gritar
  • Opinar
  • Recordar(se)
  • Salientar
  • Hiperbolizar
  • Ordenar
  • Redimir-se
  • Segredar
  • Historiar
  • Ordenar
  • Refazer-se
  • Sentenciar
  • Identificar
  • Orgulhar-se
  • Refletir
  • Simplificar
  • Ilustrar
  • Pedir
  • Reforçar
  • Sintetizar
  • Imaginar
  • Penitenciar-se
  • Regalar-se
  • Solicitar
  • Incentivar
  • Pensar
  • Registrar
  • Sonhar
  • Indagar
  • Perguntar(se)
  • Regozijar-se
  • Sublinhar
  • Indicar
  • Ponderar
  • Rejeitar
  • Sugerir
  • Indignar-se
  • Precisar
  • Rejubilar-se
  • Supor
  • Informar
  • Preconizar
  • Relacionar
  • Suspirar
  • Insistir
  • Predizer
  • Relatar
  • Sussurrar
  • Interpretar
  • Pregar
  • Relativizar
  • Sustentar
  • Interrogar
  • Preocupar-se
  • Relembrar(se)
  • Tachar / Temer
  • Ir (mais) além
  • Prever
  • Rememorar
  • Teorizar
  • Ironizar / Irritar-se
  • Proclamar
  • Replicar
  • Terminar
  • Isentar-se
  • Profetizar
  • Resguardar-se
  • Testemunhar
  • Jurar
  • Prognosticar
  • Resignar-se
  • Titubear
  • Justificar(se)
  • Propor
  • Resistir
  • Transmitir
  • Lamentar(se)
  • Propugnar
  • Resmungar
  • Trombetear
  • Lamuriar-se
  • Prosseguir
  • Responder
  • Vaticinar
  • Lembrar(se)
  • Protestar
  • Responsabilizar-se
  • Ver / Viajar
  • Limitar-se a dizer
  • Provocar
  • Ressaltar
  • Vibrar
  • Manifestar-se
  • Queixar-se
  • Ressalvar
  • Vociferar
  • Maravilhar-se
  • Questionar
  • Ressentir-se
  • Zombar

Devemos usa-los?

Essa é a grande questão. Eles são bem uteis e devemos analisar o momento certo, e se eles são necessários ou não.

Quando usá-los?

  • Quando um novo personagem é inserido no diálogo.

Ex: — Ei, cara. Como é que vai? — Jorge disse, vindo em minha direção.

  • Quando se quer demonstrar através de ações o que acontece na hora do diálogo.

Ex: Você é um idiota! — Disse na cara dele, me segurando para não fazer algo que eu me arrependeria depois.

Quando não usa-los?

  • Quando o personagem já foi inserido no diálogo e anteriormente já foi usado um verbo dicendi.

Ex: — Cuidado! — O motorista gritou.

— Desculpa.

— Tudo bem, tome cuidado da próxima vez.

  • Não é necessário usar um verbo dicendi quanto temos um sentiendi.

Ex: — Isso não vai ficar assim! — Marchei em direção e ele e o segurei pelos ambos.

Porém, usem o bom senso na hora da escrita. Sempre haverão exceções.

Até a próxima e não se esqueçam de curtir e compartilhar com os amigos!

Fonte

GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. Aprenda a escrever, aprendendo a pensar. 13.ed. Rio de Janeiro: FGV, 1986. (Biblioteca de Administração Pública, 14)

https://bibliomundi.com/blog/escrevendo-dialogos-e-repetitivo-escrever-ele-disse/

https://resumosnerd.com/verbos-dicendi-e-sentiendi/

https://mundoeducacao.uol.com.br/gramatica/verbos-dicendi.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.