DIA 97 – Linguagem corporal: Como fazer seu personagem agir e não simplesmente falar/contar #100diasdeprodutividade #personagens

Olá, como vão todos? Hoje falaremos sobre como os personagens agem e como isso reflete no que eles falam ou pensam.

Todos sabemos que mostrar o que o personagem faz e não somente contar faz toda a diferença, já que a linguagem corporal deve ser considerada uma parte essencial do personagem dentro do contexto em que ele está inserido, ajudando também a construir sua personalidade e caráter. Então, vamos ver alguns exemplos que espero que lhes ajude.

Raiva

A raiva é um sentimento que exige uma ação rápida e instantânea. Pode ser a sensação de querer bater em alguém ou se defender ou a sensação de querer fugir, é uma reação automática e instintiva a uma ameaça. Em muitos casos, existe um medo de ser ferido. Graças à excitação do sistema nervoso autônomo, a frequência cardíaca aumenta, as pupilas dilatam, e o rosto pode enrubescer.

Outros sintomas de raiva são:

  • Fechar os punhos;
  • Cruzar os braços fortemente;
  • Cerrar os punhos uma vez que os braços estejam cruzados;
  • Sorrir com os lábios apertados;
  • Dentes cerrados;
  • Sacudir um dedo como se fosse um porrete;
  • Apunhalar alguém com um dedo;
  • Reações violentas.

Atração

“Atração é a ação de atrair algo ou alguém, de forma encantadora ou sedutora, a partir de um conjunto de características (físicas, emocionais ou psicológicas) que despertem o interesse ou o desejo por algo, alguém.” (x)

Exemplos:

  • Pupilas dilatadas;
  • Bochechas coradas;
  • Se esconder atrás de objetos, como um bloqueio entre os corpos. Se o objetivo for tirado caminho, depositado em um ponto que não pode alcançar, isso pode sugerir uma abertura maior para o romance;
  • As mulheres cruzarão e descruzarão as pernas para atrair a atenção para elas;
  • Espelhamento (geralmente inconscientemente). Mimetizar a linguagem corporal de outra pessoa;
  • Batimentos cardíacos acelerados. Respirar acelerado ou sentir os batimentos através da palma das mãos.

Introversão

É um indivíduo que é voltado para si mesmo e que prefere muitas vezes a solidão a uma sala cheia de pessoas. Geralmente não se expressa com facilidade e pensa muito antes de tomar qualquer tipo de ação. É comunicativo, sociável e gosta de compartilhar informações sobre o que sabe com quem ele tem afinidade, entretanto, tende a ser ansioso por causa da sua dificuldade de comunicação.

Algumas características são:

  • Manter as mãos nos bolsos (especialmente os homens);
  • Braços e pernas cruzados;
  • Sentar-se para trás;
  • Segurar as mãos juntas sobre uma mesa (cria uma barreira);
  • Cruzar as pernas formando um “número quatro” (colocar o tornozelo de uma perna no joelho da outra) e então agarrar a parte inferior da perna de cima com ambas as mãos;
  • Não olhar para a pessoa nos olhos;
  • Evitar multidões;
  • Ter poucos amigos.

Recepticiedade e honestidade

  • Exposição das palmas para cima;
  • Braços e pernas descruzados;
  • Balança a cabeça para mostrar que presta atenção;
  • Sorrir, concordando com o que a outra pessoa diz, transmite aprovação;
  • Quando conversa está inclinado para a frente, usa um consistente contato visual e articula com as mãos: transmite sinceridade, confiança e interesse;
  • Tem sempre um bom contato visual: transmite transparência e honestidade.

Sinais de submissão

  • Sorrir – é por isso que algumas pessoas sorriem quando estão aborrecidas ou com medo;
  • Curvar os ombros, indica medo e querer agradar, de modo que a outra pessoa não se zangue;
  • Evita conflitos;
  • Pode ter um passado traumático;
  • Fazer qualquer coisa para parecer menor;
  • Fazer tudo o que for pedido dele;
  • Manter a cabeça baixa;
  • Ser obediente;
  • Tem personalidade discreta e tendem a não querer serem notadas. É feito para evitar conflitos e momentos humilhantes em que qualquer agressão iniciada pelos outros não podem ser respondidos de forma proporcional;
  • Tendência à timidez. Isso pode acontecer devido a serem pouco sociais ou se sentirem com medo de causar uma má primeira impressão. Ou seja, essas pessoas raramente iniciam conversas informais com estranhos. E, às vezes, é até difícil iniciar conversações formais com essa pessoa, que sempre está fechada para novas amizades.
  • Criam dependência: Elas assumem o papel de alguém que precisa de proteção, de modo que é comum estabelecerem relações baseadas na dependência fisica, emocional e às vezes, econômica.

Angústia

A angústia é um sentimento que está relacionado pensamentos que trazem preocupações, como saber o diagnóstico de uma doença, perder um familiar ou ter um desgosto amoroso, uma manifestação emocional que perturba e incomoda e, normalmente, deriva de sentimentos de frustração, culpa, insegurança ou ingratidão.

Alguns dos sintomas de angústia incluem:

  • Dor no peito e na garganta, com sensação de aperto;
  • Batimentos do coração rápidos e descontrolados;
  • Sensação de sufocamento, com dificuldade em respirar;
  • Inquietação e desassossego constante;
  • Dor de cabeça permanente;
  • Pensamentos negativos;
  • Ataques de ansiedade;
  • Os homens em particular têm uma tendência para afagar ou esfregar a nuca quando estão aborrecidos. Isso funciona como um auto-tranquilizante para lidar com uma “dor no cangote” [N.T.: Em inglês, “a pain in the neck”, termo que nós expressamos com “um pé no saco”. Mas a linguagem corporal daqui não é diferente por causa disso];
  • Tiques nervosos, como balançar as pernas ou morder as unhas;
  • Agarrar uma carteira, uma pasta ou uma bolsa com ambas as mãos;
  • Ajustar os punhos da manga ou as abotoaduras (a versão masculina de agarrar a alça da bolsa);
  • Entrelaçar as mãos juntas na frente do escroto (homens).

Além destes sintomas comuns de angústia, a pessoa pode sentir outros, que podem ser confundidos com depressão e que perturbam o dia-a-dia, como apatia, falta de apetite, insônia, dificuldades de concentração, ter contraturas musculares, dores no corpo e cansaço constante.

Mentira

  • Mentir causa um tremor sutil na face e no pescoço, então os gestos abaixo são tentativas de eliminar esta sensação:
  • Cobrir a boca – pode ser como um gesto de “shhh”, ou pode cobrir a boca completamente – algumas pessoas tentam cobri-la tossindo;
  • Tocar ou esfregar o nariz, ou somente abaixo do nariz – geralmente um gesto pequeno e rápido, não uma coçada;
  • Esfregar os olhos (especialmente os homens);
  • Evitar contato visual, é comum que o mentiroso baixe os olhos para evitar que a falsidade das suas afirmações seja percebida;
  • Contato visual excessivo, para tentar despistar a mentira;
  • Coçar o pescoço com o dedo indicador;
  • Comprimir os lábios. Um mentiroso em ação costuma se fechar em si mesmo, evitando que as palavras saiam de sua boca. Um sinal bastante claro dessa resistência à comunicação é dobrar os lábios para dentro, apertando-os com força;
  • Olhar para cima e para a direita. Quando se direciona os olhos para o canto superior direito, o indivíduo normalmente quer criar uma imagem, é um dos sinais mais consistentes da mentira – a pessoa faz um esforço criativo, isto é, prepara algo fictício para dizer. Muitos indivíduos giram a cabeça na mesma direção. Em muitos casos, o desvio do olhar também serve para não encarar diretamente o interlocutor;
  • Esconder as mãos assim como toques no nariz, ou cobrir a mão com a boca e palmas da mão escondidas – seja no bolso, nas costas ou cruzando os braços, significa tentar esconder algo. Quando estamos sendo sinceros, tendemos a expôr as palmas das mãos para o outro. Quando mentimos, somos inclinados a nos fechar e esconder as mãos;
  • Reação demorada ou cuidado com as palavras. Se a pessoa demora pra concordar ou negar o que você acabou de afirmar e há um atraso no movimento da cabeça, por exemplo, pode ser um sinal de que ela está mentindo. Claro que esse intervalo extra dura décimos de segundos, então precisa ser bem observador para notar.

Poder e Dominação

Gestos de controle. Para ser alguém dominador ou poderoso, os gestos são o principal. Se você age como alguém dominador, então voce é.

Aqui segue alguns aspectos:

  • Falar sem pressa, pois a voz tem um papel essencial para transmitir poder e credibilidade. Articular as palavras com clareza, manter uma cadência tranquila e abaixar o queixo suavemente ao fim de cada frase são formas de chegar a esse objetivo. Outra dica é fazer pausas e respirar calmamente entre as orações;
  • Elevação. A posição que uma pessoa está referente a outra dá a impressão que a que está mais em cima tem o controle da situação;
  • Movimento do corpo. O deslocamento rumo a outra pessoa ou posicionamento em frente a ela podem ser considerados comportamentos dominantes. O dominador se desloca para uma posição mais elevada, próxima, frontal ou de alguma maneira mais associada à força do que a do outro;
  • Manter uma postura assertiva e as costas retas permite que você seja bem-visto pelas pessoas. Para se mostrar confiante, mantenha as pernas alinhadas com os ombros, distribua o peso igualmente sobre as 2 pernas e mantenha os ombros para trás. É uma postura que projeta confiança e que faz você parecer grande, independente da sua altura. Nunca fique em uma posição submissa, com as pernas cruzadas, as mãos cruzadas na sua frente, ou pressionando o peso no quadril;
  • Fazer uma torre com os dedos. Colocar as pontas dos dedos juntas ou entrelaça-los;
  • Entrelaçar as mãos atrás das costas;
  • Polegares de fora dos bolsos quando as mãos estão nos bolsos;
  • Ficar sentado com as pernas muito abertas;
  • Mãos entrelaçadas atrás da cabeça enquanto está sentado (no caso dos homens; nas mulheres isto empurra os seios para fora e se torna sexual).

Superioridade

  • Autoimagem de supremacia ou autoridade;
  • Mudanças de humor, muitas vezes agravadas pela contradição de outra pessoa;
  • Busca desenfreada por reconhecimento;
  • Crença de que o amor recebido está diretamente relacionado a suas posses e realizações;
  • Dificuldade de receber críticas e reconhecer os próprios erros;
  • Extravagância na forma de ser, se vestir e falar;
  • Hábito de se enaltecer o tempo todo e achar que os outros são inferiores;
  • Inveja;
  • Necessidade de demonstrar segurança e exibir as próprias conquistas demasiadamente;
  • Necessidade de diminuir as pessoas, apontando limitações e fazendo comparações desagradáveis;
  • Necessidade de se justificar o tempo todo;
  • Perfeccionismo excessivo;
  • Preocupação excessiva com a opinião de quem está a sua volta;
  • Visão distorcida e exagerada sobre suas capacidades e seus valores.

Segurança e Confiança

  • Aperto de mão forte e seguro transmite confiança e segurança;
  • Utiliza um tom natural, volume e ritmo na voz: transmite segurança e confiança;
  • É congruente. Altera as expressões faciais para coincidir com o que é dito (sorrindo quando está sendo amigável, etc.): Seguro e com auto-estima;
  • Utiliza uma postura ereta com um balanço natural dos braços enquanto caminha: é uma pessoa confiante.

FONTE

https://www.significados.com.br/atracao/

https://brasilescola.uol.com.br/psicologia/introversao-extroversao.htm

https://www3.faac.unesp.br/comunicaeducacao/naoverbal.html

https://br.blastingnews.com/curiosidades/2017/06/sinais-que-mostram-que-voce-pode-ser-uma-pessoa-submissa-e-nao-sabia-001813121.html

https://www.tuasaude.com/sintomas-de-angustia/

https://exame.com/carreira/10-dicas-de-linguagem-corporal-para-identificar-um-mentiroso/

https://revistagalileu.globo.com/Life-Hacks/noticia/2014/01/cinco-sinais-que-podem-indicar-que-alguem-esta-mentindo.html

https://taniaosanipsicologia.com.br/blog/o-que-e-um-complexo-de-superioridade/

https://www.arita.com.br/portal/complexo-de-superioridade-conheca-as-principais-caracteristicas-e-aprenda-a-lidar-com-o-problema/

https://exame.com/carreira/10-truques-de-linguagem-corporal-para-transmitir-poder/

https://bodylanguagebrazil.com/2013/11/linguagem-corporal-poder-dominacao/

https://www.economias.pt/truques-linguagem-corporal-poder/

https://jornaldoempreendedor.com.br/destaques/inspiracao/4-maneiras-de-usar-a-linguagem-corporal-para-transmitir-confianca/

2 comentários em “DIA 97 – Linguagem corporal: Como fazer seu personagem agir e não simplesmente falar/contar #100diasdeprodutividade #personagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.