DIA 76 – Como criar Subplots (enredos secundários) #100diasdeprodutividade

Olá, como vão todos? Hoje quero compartilhar com vocês formas de adicionar subplots. Mas primeiro, vamos entender um pouco como isso acontece.

Na primeira linha de defesa temos o enredo principal, nosso plot. Ele é o desafio central que nosso personagem deve enfrentar. Entretanto, se fossemos direto ao ponto seria uma história bem curta. É por isso que trazemos outros aspectos para o enredo. Como interesses pessoais e amorosos. Tenho que certeza que no início nosso herói não ligava para nada que não fosse aquela coisa específica, mas que com o passar do tempo as coisas acabam se tornando tão especial para ele quando o enredo central.

Com isso dito, vamos a alguns exemplos:

Nem todo mundo deveria amar o herói.

Sim, sempre tem alguém querendo sua derrota, não importa o quanto bondoso você seja. Então, não facilite muito para seu protagonista.

Quanto mais antagonistas você tiver, mais conflitos criará.

Achei essa dica interessante. Quantos antagonistas um personagem precisa para chegar até o fim? Quantos forem necessários. Eu, pessoalmente, prefiro me focar em um e trazer ajudantes durante a história. Quanto mais tempo esse antagonista tiver de tela, mais bem desenvolvido ele será. Então, eu o traria bem cedo para a história, eu o desenvolveria até ele fazer algo muito ruim ou até ele se tornar um dos parceiros do protagonista, revelando alguém pior por trás de tudo ou o problema sendo o próprio protagonista.

A vida comum deve estar na história.

Sim, esquecer da rotina do personagem também é uma forma de subplot. Ela não faz parte do objetivo do personagem, mas o torna mais crível e real. Não se esqueça, mesmo que o protagonista esteja salvando o mundo, ele também pode ter um emprego, família e responsabilidades.

Dê ao personagem interesses e amigos antes da jornada começar.

Mostrar que o personagem tinha uma vida antes de embarcar na aventura já pode ser um subplot. Demonstra que ele tinha uma vida, interesses e motivos para retornar a vida que ele deixou para trás. Muitas vezes as pessoas que ele ama é a razão dele ter aceitado aquela jornada.

Pontos de vista.

Algo perigoso e que deve ser tratado com calma. Geralmente me atenho a um ou dois, depende de quantos personagens principais minha historia tiver. E só dou mais de dois P.O.V se o personagem tiver algo de importante a acrescentar.

Tenha mais de dois personagens queridos.

Sim, nem só de protagonistas vive uma história. Tenha um coadjuvante ou antagonista que faça os leitores se apaixonarem. Quantos mais personagens interessantes tiver, melhor será.

Como sempre, agradeço o apoio de todos e não se esqueçam de curtir e compartilhar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.