DIA 49 – Criando uma imagem narrativa #100diasdeprodutividade

Olá, como vão vocês? Nesse post vamos falar sobre imagem narrativa. Não, não tem nada a ver com desenho ou design, mas que pode muito bem usar essa premissa.

Primeiro, façamos um exercício mental. Quando lemos um livro, uma cena qualquer, no começo, meio ou fim, o que aparece em nossa mente? Não é um pequeno filme onde há um lugar, objetos, personagens e até cores?

É disso que se trata uma imagem narrativa, é como a imagem de uma determinada cena ou capítulo aparecerá na mente do seu leitor ao ler sua história. É por isso que sou uma defendedora da gramática bem empregada e de se criar um fluxo de leitura bom na hora de finalizar o texto. Por isso, aqui vai alguns aspectos que não podem faltar na sua história se você quiser que ela se sobressaia:

Defina o tipo de linguagem

Sim, nem todo texto precisar ser feito na norma culta ou na coloquial. O importante é definir como você gostaria de alcançar seus leitores, qual é o estado de espirito da sua história? Vai ser na era vitoriana? Grega? Romana? O tipo de linguajar definirá o ambiente cem por centro. Imagina ler algo focado na idade media e o texto ser todo informal? Vale lembrar que o status ou nível social e econômico dos seus personagens também influenciam muito.

Ambientação

Parece obvio, mas não é. Historias contemporâneas parecem esquecer desse pequeno detalhe. Será que é tão difícil descrever os lugares que os personagens frequentam? Ambientação não serve apenas para enfeitar o texto e aumentar a contagem de palavras. Ela serve para dar um contexto físico (onde os personagens estão), social e econômico (que tipo de lugares esses personagens frequentam), ocupacional (o que esses personagens fazer) e claro, situacional (situam os leitores na história, assim, mantendo um texto limpo, coerente e de claro intendimento). Então, se você quiser montar uma imagem da cena de forma clara, dizer onde os personagens estão é indispensável.

Apenas ter um enredo não é o bastante

Sim, foi isso que você leu. Ter um plot, juntando pedaços de história sem qualquer tipo de dialogo, descrição ou transições entre orações e parágrafos não caracteriza uma história. Será que vocês entendem? Muitas pessoas vêm até mim e me mostram o que elas escreveram. E tipo, eu me pergunto, eu devo dizer a verdade? Eu não nasci para amaciar o ego de ninguém e no fim, sempre acabo dizendo, porque…. ahhh… eu não consigo ver aquilo, eu simplesmente tenho que dizer para elas: “Se você colocasse um pouco sobre discrição de ambiente ou tentasse refazer esse dialogo… que tal um pouco de background sobre os personagens já que estamos no meio da história?

O que estou tentando dizer é, a história precisa ter aquele miolinho no meio do enredo para que ela soe natural, sabe? Eu nem sei porque eu ainda tento… algumas pessoas me escutam, mas a maioria delas diz que sim e no dia seguinte comete os mesmos erros. Então, pedaços de ideias não é uma história. Cenas jogadas e amontoadas não são uma história e principalmente, frases sem qualquer tipo de conexão com nada não são uma história! (Me desculpe por ser tão ríspida Emoji sorriso sorridente alegre feliz boca aberta olhos fechados suor emoji emoticon sorriso sorridente alegre feliz boca aberta olhos fechados suor emoticonEmoji sorrindo sorridente feliz bochechas rosas emoji emoticon sorrindo sorridente feliz bochechas rosas emoticon)

Imaginar a cena

Sei que é outra coisa que parece ser obvia. Afinal, todos nós temos que imaginar para escrever, certo? Porém, sua cena sai como você tinha imaginado? Isso tem uma razão. Ou você está fazendo muito certo, ou muito errado, não existe um meio-termo. Se você faz como eu disse no tópico acima, só posso te dizer… sinto muito, mas se você toma seu tempo, planeja, verifica todos os aspectos que o texto precisa e revisa quantas vezes forem necessárias para ele se assemelhar a um texto narrativo ou literário, você está fazendo certo!

Não há muito mais que eu possa falar sobre esse assunto, então sugiro que você se sente em um lugar calmo, pegue seu material preferido e tente passar para a pagina de papel ou de word tudo o que você vê na cena; personagens, lugar, dialogo, descrições, sentimentos dos personagens, como ele agem, como eles reagem a outro ou ao próprio ambiente e tente deixar mais fiel possível à imagem que a princípio você queria emular.

Não se esqueçam de curtir e compartilhar!

Ana.

FONTE

Post feito por mim, apenas peguei a ideia de “Imagem narrativa“ que já existe em livros técnicos sobre escrita.

2 comentários em “DIA 49 – Criando uma imagem narrativa #100diasdeprodutividade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.