DIA 37 – Foreshadowing #100diasdeprodutividade #tecnicas narrativas

Olá, como vão todos? Hoje queria falar de uma técnica bem interessante, o Foreshadowing.

O que é?

Consiste em insinuar ou inserir aspectos da história que ainda serão desenvolvidas no futuro. É uma espécie de “truque narrativo” onde um detalhe é colocado em cena de modo que os leitores não o decifrem de imediato, abalando a trama de maneira significativa ao passar dos capítulos. Também temos a “Arma de Chekhov”, outra técnica narrativa, feita de forma mais obvia; na “Arma de Chekhov” se dá destaque aquele momento da narrativa, realmente focando nesses elementos. Já no Foreshadowing, as pistas devem ser quase invisíveis e muito sutis.

No video abaixo, a diferença fica clara:

Geralmente para acontecer o Foreshadowing, são necessárias pequenas coisinhas que farão toda a diferença, como menções em diálogos, elementos do cenário ou uma frase do próprio narrador, sempre ditas de forma indireta e escondidas a plena vista. Seu completo oposto é o Deus Ex Machina, quando alguma coisa acontece do nada e sem explicação, trazendo uma solução miraculosa.

Como pode ser usado?

Prever acontecimentos

Um bom exemplo é em Harry Potter e a Pedra filosofal. Em uma cena, Professor Quirrell se afasta de Harry enquanto eles conversam. A primeira vista, o professor parece tímido, porém, no fim do livro, fica claro que o real motivo era que como o professor tinha Voldemort em seu corpo, assim não podendo tocar em Harry a menos que quisesse ser queimado.  Para ficar mais fácil de entender, vejam o video:

Criar expectativa

Escrever um momento específico que mantenha a tenção do leitor ou que o deixe atento, cria expectativa. Um elemento aparecerá e não será explicado de uma vez, voltando em situações futuras. Pode ser um nome mencionado rapidamente pelos personagens, um lugar que eles gostariam de ir ou até planejamento de acontecimentos. O importante aqui é gerar curiosidade.

Apresentar pistas

Em mistérios é algo comum. Sempre haverão pistas e um encaminhamento para a resolução do problema, geralmente sugeridos por outros personagens durante interrogatórios. Outra forma de foreshadowing é apresentar no início da história cenas sobre o futuro e a partir daí direcionar a história até desvendar o conflito da cena apresentada no início.

Criar suspense

“Em “O Iluminado”, Dick diz que nenhuma das visões de Danny poderá machucá-lo, mas ele deve ficar longe do quarto 217. Mais tarde, quando Danny entra no quarto e vê a mulher na banheira, a tensão sobe vários pontos adicionais graças à menção anterior.” (x) Basicamente, é uma previsão, é o personagem fazer o que lhe falaram para não fazer. É sobre curiosidade e sobre o que aconteceria por trás da porta proibida.

Criar humor

“O Guia do Mochileiro das Galáxias” começa com Arthur tentando impedir que sua casa seja demolida para a construção de uma rodovia. Pouco depois, os Vogons anunciam a destruição da Terra para construção de uma rodovia hiperespacial.”(x) Também acho interessante destacar essa outra profecia. Profecia, porque o personagem sempre soube que sua casa seria destruida e no final, ela ainda assim é, só que em uma escala global.

Exemplos comuns de Foreshadowing

Tirado do site:

  • Às vezes, um evento futuro é mencionado anteriormente na história, como um comentário sobre uma reunião entre os personagens. O leitor já sabe que existem questões que serão discutidas.
  • Uma pré-cena mostra algo que ocorrerá novamente. Por exemplo, em um filme ocidental, o mocinho entra em um bar, toma uma bebida e sai. O bandido faz uma careta e cospe no chão, e você sabe que definitivamente há mais entre eles.
  • Preocupação acentuada também é usada para prever eventos. Uma criança sai de casa e os pais estão preocupados demais com eles. A criança diz aos pais que não se preocupem, que tudo ficará bem. Os leitores verão esta preocupação como um precursor do perigo em breve.
  • Uma arma é um sinal dos próximos eventos. Às vezes, fica escondido em uma gaveta ou porta-luvas.
  • A preocupação ou apreensão de um personagem. Isso pode ser mostrado com expressões faciais, gestos ou palavras. Nesse ponto, os leitores não sabem o que está errado, mas antecipam descobrir.
  • Os pensamentos de um personagem. Por exemplo, “eu disse a mim mesmo que este é o fim do meu problema, mas não acreditei em mim”.
  • A narração pode prever, dizendo que algo vai acontecer. Os detalhes geralmente são deixados de fora, mas o suspense é criado para manter o interesse. Por exemplo, o personagem acorda e a narração fala sobre como esse será o dia mais longo de sua vida.
  • As previsões também podem ser exemplos onde o personagem perde um talismã ou lê seu horóscopo.
  • O simbolismo é frequentemente usado para foreshadowing. Pode ser um animal solitário, como um pássaro ou nuvens de tempestade.

Conclusão

Foreshadowing, em essência, é deixar pistas pelo texto a fim de serem reutilizadas no futuro ou são uma indicação de que algo acontecerá mais adiante. É dar um contexto para o aspecto que você quer desenvolver para que nos próximos capítulos esse aspecto não pareça ter surgido como magica no seu texto.

Obrigada por todo o apoio e não se esqueçam de seguir o blog!

FONTE

https://pt.wikipedia.org/wiki/Foreshadowing

https://www.youtube.com/watch?v=60C-F07f37M

https://www.youtube.com/watch?v=p8ejdOAnJQs

https://www.ficcionados.com.br/artigo/foreshadowing-red-herring-flashback/

https://examples.yourdictionary.com/foreshadowing-examples.html

2 comentários em “DIA 37 – Foreshadowing #100diasdeprodutividade #tecnicas narrativas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.