DIA 32 – 10 dicas para não perder tempo ao escrever #100diasdeprodutividade

Olá, como vão todos? Hoje gostaria de compartilhar algumas dicas de como não perder tempo na hora escrita.

Planejamento

Sim, nosso bom e velho planejamento. Você, pelo menos, deve saber o que vai acontecer na parte da história em que você está escrevendo. Se você perder tempo para planejar enquanto escreve… pode ter certeza, seu tempo não será suficiente. Então, use um momento para planejar e outro para escrever. Planejar também engloba criação de personagem, lugares, subtramas e pesquisas. Organizar sua história por partes ou tópicos fica mais fácil na hora de colocar a mão na massa.

Não espere pela inspiração

Bem, sei que não é o que você quer escutar. Mas é a verdade. Inspiração é apenas uma desculpa. E não se preocupe, se você tiver seu planejamento e um tempinho para escrever, sente e escreva. Tudo bem se na primeira vez seu texto na sair do jeito que você quer, nenhum texto nasce pronto, e se nasce, é porque você já escreveu tanto, mas tanto, que aquele tipo de texto já se padronizou em sua mente. É assim que escrever fica mais fácil a cada vez que nos concentramos em nossa história. A verdade é que a rotina faz o processo de escrever mais tranquilo, é como um alto conhecimento. Você tem que saber que momento você mais está disposto a escrever e tirar o melhor disso. E se você não puder, faça outras coisas. Você tem outras histórias? Apareceram novas ideias? Foque nisso então e seja feliz, apenas se lembre de voltar para o que realmente importa.

Foque em uma coisa só

Sim, eu sei. Acima falei para tentar outras coisas quando o você está fazendo não dá certo. Entretanto, uma coisa é tentar uma coisa nova para destravar e outra é criar uma história, depois outra e outra sem nunca terminar nem um capítulo. Afinal, qual o seu proposito? Escrever uma história ou imaginar enredos aleatórios? Se você for desse tipo… me desculpe, mas provavelmente suas história nunca verão a luz do dia. E se for isso, tudo bem, cada um faz o que quiser, mas é uma pena. De verdade.

Seja simples

Se você não souber como escrever, use palavras mais simples. Uma linguagem mais clara e simples. Vou ser sincera já tentei fazer uma história onde o personagem falava super requintado e culto, até na narração, e… foi uma merda. Depois de três capítulos eu já estava querendo me matar. Então, tenha isso em mente, se você começar a escrever de uma forma vá assim até o fim, ou nem comece. Irá evitar muita dor de cabeça.

Leia em voz alta

Esse é um truque antigo. Leia em voz alta ou procure um aplicativo que leia o texto para você, como o Google Translator ou o OneNote. Além de simular como a texto sairá para o leitor, porque quando lemos tem o mesmo feito de ler em voz alta. Preste atenção, a voz que lemos é a mesma que é transmitida dentro de nossa cabeça, o mesmo ritmo, o mesmo tom de voz e até quando lemos uma exclamação, sairia igual lendo ou falando. E também assim pegamos erros gramaticais, de continuação ou até a fluidez do texto. Tente ler em voz alta, se você parar no meio do caminho ou não conseguir ler normalmente, alguma coisa está errada.

Reescreva assim que possível

Sei que essa é uma dica que vai contra tudo o que a maioria dos escritores afirma, sei bem disso. Eu já tentei fazer dos dois modos. Eu prefiro reescrever imediatamente, depois de um dia ou dois. E porque falo isso? Bem, quando tenho uma cena em mente existem alguns aspectos que se eu não escrever, nunca mais vou me lembrar. Tipo, uma característica específica, um pensamento que eu queria inserir na história ou até um dialogo, ou descrição que se eu não voltasse logo para desenvolver eu provavelmente deixaria passar em branco, transformando a cena em outra coisa. Então, sim, há a reescrita depois que a história está toda escrita, mas também há aquela reescrita que serve para complementar e terminar de dar os últimos toques antes de ir para a próxima cena.

Corte

Aqui vai depender do seu estilo de escrita. Você é daqueles que escreve tudo o que vem a mente e depois reescreve, essa dica é pra você. Você terá que tirar coisas e adicionar outras mais. Porém, se você é como eu, que faz uma escrita cuidadosa desde o início, poucas palavras serão excluídas e muitas inseridas. O fato aqui é ter mente que não importa o que você faça, corte e revisão/reescrita será necessário. Agora, tudo vai depender de quanto tempo você gastará na escrita ou na reescrita.

Faça pausas

Nossa mente precisa de um descanso. Às vezes, vão ser alguns minutos ou horas, outras, dias ou semanas. E está tudo bem, todos nós merecemos relaxar um pouco, mesmo se parecer que você está perdendo tempo. Não somos uma maquina, se dê essa recompensa. Comigo é sempre quando acabo um capítulo ou um post. Com o post eu me permito ler algo ou ver um video sem compromisso, quando é um capítulo me permito um dia ou dois até voltar a me concentrar no enredo. Esse período geralmente é quando planejo minha escrita, o que escrever em seguida e como. Na maioria das vezes as ideias vêm inconscientemente, pois é no momento de relaxamento onde fico mais criativa. Então, se você puder, se permita. Liberdade é criatividade.

Desenvolva um grupo de apoio

É necessário criar um grupo de apoio, pois é a forma mais fácil de evoluir a escrita. Eu juro, se eu tivesse me aberto antes teria aprendido muito mais e muito mais rápido. Tem coisas que só são vistas quando elas são esfregadas na sua cara da forma mais direta e cortante possível. A questão é se você está pronto ou disposto a escutar, ou não.

Só foi nos últimos anos que eu decidi fazer isso, além de melhorar minha escrita sem dor, foi só assim que eu me senti ser vista, sabe? Escrita pode parecer um processo solitário, mas não é. Quando você escreve só para você é como se o que você diz não fosse importante, mas quando você tem alguém lendo ou te apoiando, todas aquelas palavras finalmente fazem sentido. Não, não é a busca por fama ou curtidas, é a necessidade humana de se conectar, de saber que você importa, mesmo que seja para aquele pequeno grupo de pessoas. É por isso que a escrita nasceu, para comunicar. Se você não se comunica com ninguém, então para que se comunicar? Mesmo que muitas pessoas digam que escrevem para elas mesmas, é a maior mentira que eu já escutei. Essa é apenas outra desculpa para quem sente falta de comunicação, mas tem muito medo de se jogar nesse mundo de crítica e julgamento.

Se divirta

É algo que eu já falei no blog. Se você não gosta do que você escreve, você provavelmente não chegará nem ao meio da história. E como esperar que outras pessoas gostem do que você escreve se nem você gosta? É isso, pare de escrever e reescreva ou conclua o projeto. Nem todos serão terminados. E está tudo bem. Eu aconselharia postar em alguma plataforma só depois de ter metade da história concluída e ser sincero com você mesmo. Você gosta do que escreve? Senão, qual o motivo? Eu já tentei escrever algo que vai contra tudo o que eu acredito e foi a pior experiência da minha vida, experiencia essa que quase me fez desistir completamente da escrita. Então, se divirta e só escreva o que faz sentido para você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.